RSS

Babal

Babal é um representante dos músicos da nova geração da Reserva. Tendo trabalhado durante um tempo de sua vida em um barco comercial na rota entre as cidades de Marechal Thaumaturgo e Cruzeiro do Sul ele teve muito contato com canções que são sucesso nos grandes centros. São essas músicas que ele mais gosta de tocar e que chegam para ele através do rádio e dos aparelhos de CD e DVD que se disseminaram pela Reserva Extrativista do Alto Juruá nos últimos anos.
Babal gosta muito de morar em lugares agitados. Esse é um dos motivos pelos quais ele mora na Vila Restauração, a maior comunidade da Reserva Extrativista. Ele conta que quando vai visitar seu pai em uma pequena comunidade rio abaixo, logo fica com vontade de voltar para sua própria casa, onde mora com a esposa e sua filha, devido à falta de movimento e animação.
A agitação é garantida com os moradores das mais de cem casas da Vila Restauração. Sempre tem alguém andando pelo trapicho, passando pelo rio ou jogando futebol no campo, garantindo a animação da comunidade. Além disso, lá moram outras pessoas que também gostam de passar noites e madrugadas se divertindo e ouvindo músicas. Babal é famoso entre elas e sempre é convidado para animar esses encontros. “Eles chamam às vezes pra fazer farra ali, aí o cara vai. Às vezes fica até meia noite, uma hora da madrugada. O pessoal gosta mesmo. Tão tomando, né, qualquer som que tocar eles acham bom!”.
Babal conta que sempre admirou o toque do violão, mas que aprendeu a tocar apenas no fim de sua adolescência. Seu principal professor foi seu sogro, conhecido como seu Osterno, que não quis gravar suas músicas por acanhamento. Dizem que ele é um ótimo violonista e professor dessa arte. Babal reconhece a importânia do seu Osterno em seu aprendizado, mas sabe também que para ser um bom músico é preciso ter algo a mais do que apenas saber as posições das notas. “Eu aprendi assim, ele tocando e eu ia vendo e aprendendo. Ele ensinava as posições e eu ia aprendendo e depois que o cara passa por entender a música, aí o cara decora bem a música. Depois que aprende o som, né? Que o cara só toca se entender o som na mente

Ouça: Babal – Carro de Apaixonado

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: